Skip to main content

Franca confirma mais 7 novos casos de COVID19, seis são profissionais da saúde


A Prefeitura de Franca, através da Vigilância Epidemiológica, confirmou nesta segunda-feira, dia 27, sete novos casos de Coronavírus no município. No total, a cidade tem 20 casos positivos da doença, sendo dois óbitos - um jovem de 34 anos (contaminação ocorrida em São Tomás de Aquino - MG) e uma senhora de 79 (contágio ocorrido em Franca).

Dos sete confirmados, seis são profissionais da saúde, sendo que uma delas está internada no Complexo Santa Casa. Eles trabalham em unidades diferentes de assistência de saúde, em serviços de urgência. A sétima paciente com Covid-19 é idosa e também está internada, em estado grave, no Complexo Santa Casa. Os demais cumprem quarentena em casa.

As amostras para exames foram colhidas entre sexta-feira e sábado e o resultado ficou pronto hoje. Segundo o médico Homero Rosa Júnior, da Vigilância Epidemiológica, a equipe ainda trabalha na investigação dos casos para levantar detalhes e histórico de cada paciente. "Chegamos a uma fase na cidade que prevíamos lá atrás, que é a dispersão maior do vírus neste momento, em decorrência de algum fator facilitador para a transmissão ocorrido entre uma semana e 15 dias, que é o período que a gente chama de incubação do vírus. Dentro das expectativas epidemiológicas, era esperado esse aumento porque boa parte da população de Franca relaxou neste período o isolamento social", disse Homero.

O total de suspeitos também sofreu alta considerável, entraram 14 casos para investigação somente nesta segunda-feira. Boa parte deles teve contato com os novos positivos registrados hoje.

Fonte: Prefeitura de Franca

Comments

Popular posts from this blog

Francano desenvolve tratamento para Labirintite

Fisioterapeuta francano, PhD. Prof. Almir Resende Coelho, desenvolveu em seu doutorado, na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP), um novo método para tratamento da Labirintite que obteve destaque internacional pelos excelentes resultados clínicos.


O PhD. Prof. Dr. Almir Resende Coelho,  fisioterapeuta experiente na prática clínica no tratamento da tontura crônica e Professor Universitário há mais de 10 anos, desenvolveu no seu doutorado na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP), um novo método para tratamento da Labirintite, a Fisioterapia Labiríntica 4.0.

A labirintite é uma doença comum do ouvido que afeta o labirinto e suas estruturas responsáveis pela audição e equilíbrio, ela pode ser causada por infecções e inflamações como a otite média e até o resfriado. Na labirintite, as áreas do ouvido ficam inflamadas e irritadas, fazendo os nervos do vestíbulo enviarem sinais incorretos ao cérebro, como se o corpo estivesse se movendo. No entanto, outros sentidos, como a vi…

Médico Francano assume posição de destaque Nacional

O médico neurologista francano Marco Aurélio Ubiali assume posto de destaque nacional ao ser eleito vice-presidente do Conselho Curador da Fundação Oncocentro de São Paulo (FOSP).

A Fundação Oncocentro de São Paulo é uma instituição geradora de condições para o aprimoramento de ações médico-assistenciais em oncologia, constituindo-se em órgão de apoio da Secretaria Estadual de Saúde para assessorar a política de saúde em câncer no Estado.

“Sinto-me honrado pelo reconhecimento e motivado pelo novo desafio. A FOSP é uma Fundação extremamente reconhecida que tem se mantido fiel a seus princípios ao longo dos anos, sem deixar de lançar um olhar sobre o futuro”, comenta Dr. Ubiali.

Quando perguntando sobre a conciliação do novo cargo com a prática médica em Franca, o neurologista garante "Com certeza vou continuar atendendo consultório em Franca, é fundamental para o médico estar próximo aos seus pacientes. Sou médico há mais de 40 anos e é isso que eu amo fazer."

Atuamente, alé…

EXCLUSIVO: Sistema de saúde de Franca pode colapsar com coronavírus

Circula na internet um áudio apontado como de autoria do Dr. Amilcar, médico vascular da cidade, que descreve um cenário de altíssimo risco e gravidade devido ao coronavírus (COVID-19). 
Segundo o áudio, o maior risco na verdade não são as mortes pelo vírus, mas um  colapso do sistema de saúde, levando a muitas mortes não apenas de vírus, mas principalmente de outras pessoas que não serão atendidos por falta de vagas na UTI.
O áudio recomenda cancelamento até de reunião familiar e termina em tom alarmande, dizendo “vai morrer muita gente”, “é ficar em casa, regime de guerra, tentar segurar o máximo possível”.
Nota similar há havia sido divulgada pela Unimed Franca no início da semana.
Ouça o áudio completo: