Skip to main content

Brasileiros que praticam exercícios físicos aumentam 24%


Se você tem a sensação de que, ao transitar pelas ruas e academias, avista, cada vez mais, um número maior de pessoas praticando corrida, saiba que sua percepção tem fundamento. Segundo a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) 2017, elaborada pelo Ministério da Saúde, a quantidade de atletas corredores aumentou 194% no país, entre os anos de 2006 e 2017.



No mesmo período, o estudo, divulgado esta semana, também revela uma maior procura pelas modalidades de luta, incluindo artes marciais, como o judô, o karatê e o kung fu. Nesse caso, o aumento foi 109%.

Ao mesmo tempo, o futebol vem perdendo espaço nas capitais brasileiras. Durante o intervalo analisado, o total de praticantes da categoria desportiva caiu quase pela metade (43,5%).

De acordo com a pasta, a caminhada é o exercício físico mais comum, sendo praticado por 33,6% da população. Na sequência, aparecem a musculação (17,7%), o futebol (11,7%) e as lutas e artes marciais (2,3%).

Além disso, estima-se que 37% da população das capitais brasileiras façam, ao menos, 150 minutos de atividade física por semana, mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Fragmentada nos sete dias da semana, a duração é de, aproximadamente, 22 minutos diários. O índice é motivo de comemoração, já que cresceu 24,1%, de 2006 até o ano passado.

No Vigitel, o nível de atividade física dos adultos pode ser avaliado em quatro domínios: no tempo livre (lazer), na atividade ocupacional, no deslocamento e no âmbito das atividades domésticas. São considerados ativos os adultos que praticam atividades físicas por pelo menos 150 minutos de exercícios de intensidade moderada por semana ou pelo menos 75 minutos semanais de atividade física de intensidade vigorosa. Caminhada, caminhada em esteira, musculação, hidroginástica, ginástica em geral, natação, artes marciais e luta, ciclismo e voleibol/futevôlei e dança foram classificados como práticas de intensidade moderada. Já corrida, corrida em esteira, ginástica aeróbica, futebol/futsal, basquetebol e tênis compõem o grupo de práticas de intensidade vigorosa.

Perfil
Os pesquisadores destacam ainda uma predominância do hábito entre homens (43,4%) e pessoas nas faixas etárias de 18 a 24 anos (49,1%) e 25 a 34 anos (44,2%). Outra relação evidenciada pelo ministério é o grau de escolaridade dos desportistas, considerando que 47% dos brasileiros que praticam atividade física já têm completos 12 anos ou mais de educação formal.

As capitais brasileiras onde menos se pratica atividade física, conforme a pesquisa, são São Paulo (29,9%), João Pessoa (34,45) e Recife (35,2%). Brasília - considerada na pesquisa como Distrito Federal, por englobar as cidades vizinhas - (49,6%), Palmas (45,9%) e Macapá (45,5%), por outro lado, apresentam os melhores índices.

Publicado em 25/12/2018 - 15:45
Por Letycia Bond - Repórter da Agência Brasil  Brasília
Edição: Valéria Aguiar 
Reprodução: Blog Saúde Franca

Comments

Popular posts from this blog

Francano desenvolve tratamento para Labirintite

Fisioterapeuta francano, PhD. Prof. Almir Resende Coelho, desenvolveu em seu doutorado, na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP), um novo método para tratamento da Labirintite que obteve destaque internacional pelos excelentes resultados clínicos.


O PhD. Prof. Dr. Almir Resende Coelho,  fisioterapeuta experiente na prática clínica no tratamento da tontura crônica e Professor Universitário há mais de 10 anos, desenvolveu no seu doutorado na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP), um novo método para tratamento da Labirintite, a Fisioterapia Labiríntica 4.0.

A labirintite é uma doença comum do ouvido que afeta o labirinto e suas estruturas responsáveis pela audição e equilíbrio, ela pode ser causada por infecções e inflamações como a otite média e até o resfriado. Na labirintite, as áreas do ouvido ficam inflamadas e irritadas, fazendo os nervos do vestíbulo enviarem sinais incorretos ao cérebro, como se o corpo estivesse se movendo. No entanto, outros sentidos, como a vi…

EXCLUSIVO: Sistema de saúde de Franca pode colapsar com coronavírus

Circula na internet um áudio apontado como de autoria do Dr. Amilcar, médico vascular da cidade, que descreve um cenário de altíssimo risco e gravidade devido ao coronavírus (COVID-19). 
Segundo o áudio, o maior risco na verdade não são as mortes pelo vírus, mas um  colapso do sistema de saúde, levando a muitas mortes não apenas de vírus, mas principalmente de outras pessoas que não serão atendidos por falta de vagas na UTI.
O áudio recomenda cancelamento até de reunião familiar e termina em tom alarmande, dizendo “vai morrer muita gente”, “é ficar em casa, regime de guerra, tentar segurar o máximo possível”.
Nota similar há havia sido divulgada pela Unimed Franca no início da semana.
Ouça o áudio completo:

EMPREGO FRANCA: Grupo ETELE abre 30 vagas de emprego em Franca/SP

Data: 03/05/2020

O Grupo Etele é hoje uma das empresas que mais crescem em Franca e região. O Grupo tem uma atuação diversificada e é especializado na comercialização de produtos de saúde e bem estar, além de realizar atividades de teleatendimento e marketing direto.

Essa semana o Grupo Etele acaba de abrir uma oportunidades incrível para a nossa cidade, são 30 vagas disponíveis para profissionais para a área de telemarketing e vendas ativas. Há vagas tanto para o período da tarde como a noite, perfeito para quem estuda.

A seguir a lista de requisitos:
- Mais de 18 anos
- Ensino médio completo
- Pacote Office (Word, Excel)
- Digitação
- Ser comunicativo
- Experiência com vendas é um diferencial

O pacote de benefícios é excelente, com salário fixo, vale alimentação, vale transporte, participação dos resultados, comissionamento e campanhas de incentivo.

Gostou? Envie currículo para rh@etele.com.br e coloque o assunto do email Operador de Telemarketing.

IMPORTANTE: No corpo do e-mail di…